The Daily Puppy

terça-feira

Glass moment...

Vidros coloridos...
Os pintados: São aqueles produzido a partir de um vidro float (que é qualquer vidro fabricado pelo processo de flutuação - float glass. Nele, a matéria-prima quase liquefeita é derramada sobre um leito de estanho derretido, sobre o qual o vidro flutua e se espalha, buscando seu nível natural, assumindo a forma de uma lâmina lisa e contínua. Enquanto desliza controlada e vagarosamente ao longo do percurso de centenas de metros, a massa vai se esfriando naturalmente. Alimentada, na seqüência, para o forno de recozimento, sofre um tratamento térmico padrão - o recozimento. A superfície é inspecionada para controle de qualidade, por computadores e, finalmente, cortada em chapas. A espessura final do vidro é definida pela variação da velocidade com que a lâmina se move no trajeto. O processo "float" produz um vidro sem ondulações de superfície, eliminando assim a deficiência visual inerente ao processo anterior, denominado "por estiramento", pois a massa de vidro é literalmente arrastada sobre roletes.)   e recebe na sua linha de produção uma pintura especial, o que lhe confere, além do acabamento colorido e de alto brilho, maior resistência. Sua versatilidade possibilita a utilização em móveis, residências, escritórios, hotéis, lojas e museus.



Os serigrafados:  No processo de serigrafia do vidro é feita a aplicação e uma tinta vitrificante (esmalte cerâmico) no vidro comum, incolor ou colorido na massa. Em seguida esse vidro passa por um forno de têmpera onde os pigmentos cerâmicos passam a fazer parte dele. Ao final do processo, obtem-se um vidro temperado com textura extremamente resistente, inclusive ao atrito com metais pontiagudos.



Uau que porta perua... rs rs
Mas é linda! 
Beijos, beijos.

quinta-feira

Diabéticos cuidado, estas imagens vão aumentar o nivel de "doçura" em seu sangue...

Olá pessoas lindas, hoje vou contar, ou melhor mostrar algumas fotos extremamente doces da rotina do mais novo "celebrit" da atualidade.
Boo.
Não é um susto não, este é o nome dele. O cãozinho mais fofo do mundo. Agora ele tira fotos, está no facebook e até dá entrevistas. Uma ameriana misteriosa inventou isso e tá fazendo o maior sucesso.

Boo aparecendo em capas de revista...

Boo tomando seu drink... 

Boo malhando... 

Boo em festinhas...

Boo tomando seu banhinho... 

Boo tirando uma sonequinha... 
Fonte: Internet Ibest
 Muito fofo!
Beijos, beijos.


domingo

Conseguí minha primeira orquídea branca...

Olá cheirosas.
Conseguí minha primeira orquídea branca, linda, do jeitinho que eu  queria.
Lembra que eu tinha postado uma vez dizendo que estava procurando uma orquídea???

Esta é a imagem que usei para explicar o meu desejo
Então achei!
Só falta encontrar um cachepô luxo ou simplesinho mesmo (mas tem que ser digno) para colocar a minha menina. rs
Olha ela aí:
E esta é a minha menina.

Um fim de semana abençoado.
Beijos, beijos.

quarta-feira

Vamos ajudar o planeta!

Olá pessoas lindas, estou tentando como sempre, fazer a minha parte no sentido de salvar o planeta da poluição. Hoje eu procuro não usar sacolas de plástico e estou usando o jornal para jogar fora o lixo daqui de casa.
Ontem fui na farmácia e a moça do caixa colocou minhas compras dentro de uma sacolinha plástica, imediatamente eu fui retirando e colocando na minha inseparável ecobag bege e rosa que breve posto a fotinho dela aqui. A moça, que já me conhece a um tempinho e sabe que eu não uso a sacolinha, pegou na minha mão e disse que era uma sacolinha diferente. Daí eu parei e prestei atenção. Realmente ela é diferente. É uma sacola oxi-biodegradável.

Sacola convencional: 100 anos para se decompor
Sacola oxi-biodegradável: 18 meses para se decompor

100 anos   X    18 meses...
Acho que é uma diferença considerável não é mesmo?
Mas não deixa de ser uma sacola  plástica.  Mesmo se decompondo em tempo super rápido ela pode derrepente cair no mar ou no mangue, ou pior acabar dentro da boca de alguma  tartaruga ou de um golfinho...
Já ví muitas reportagens daqui da Baixada Santista de biólogos e pescadores reclamando da sujeira que se acumula na mar. Se acabarmos com as sacolas plásticas e procurarmos um meio de resolver de vez a questão do lixo, o planeta pode se recuperar. Temos alguns exemplos que deram certo na questão de transporte, armazenação e utilização do lixo. Não é impossível, falta vontade nossa, e política. 
Me preocupo com essas coisas por isso continuo pensando em não usar sacolas plásticas.
Vamos juntos reduzir o número de coisas que sufocam e matam o planeta.

Beijos, beijos.